Logo Bedran 1 1
Logo Bedran 1 1

Doenças

Cifose

Cifose

É o nome dado para a curvatura normal da coluna, levemente inclinada para frente. Porém, em graus elevados, ocorre uma hipercifose, com a formação de uma corcunda no meio da coluna (região torácica). Pode causar sintomas como dores nas costas, dificuldades para respirar e manter a coluna ereta, além de fraqueza nos braços e pernas.

DOENÇA DEGENERATIVA DO DISCO

DOENÇA DEGENERATIVA DO DISCO

Também conhecida por discopatia, é uma lesão que provoca a desidratação e enfraquecimento dos discos intervertebrais, responsáveis por amortecer e proteger as vértebras da coluna contra impactos. Pode dar origem a outras patologias na coluna, como a artrose, a estenose e a hérnia de disco.

DOR LOMBAR EM GESTANTES

DOR LOMBAR EM GESTANTES

As dores lombares atingem mais de 2/3 das gestantes e são geralmente causadas por conta das alterações naturais do corpo durante o período de gestação, como o aumento de peso, modificações hormonais e enfraquecimento da parede abdominal e do assoalho pélvico. Essas transformações podem sobrecarregar a coluna, provocando desconfortos.

DORSALGIA INESPECÍFICA

DORSALGIA INESPECÍFICA

Ocorre quando o paciente, mesmo sentindo dores na coluna, não apresenta deformação anatômica ou alteração nas estruturas da espinha dorsal que possam ser facilmente identificáveis. Geralmente é causada por má postura no trabalho (ou em atividades físicas) e sedentarismo.

ESCOLIOSE DO ADOLESCENTE

ESCOLIOSE DO ADOLESCENTE

Curvatura anormal da coluna torácica ou lombar para a esquerda ou direita, conhecida popularmente como “coluna em S” ou “em C”. Ocorre com mais frequência durante a adolescência, provocando dores, dificuldade de equilíbrio, cansaço e problemas de autoestima.

ESPONDILOLISTESE

ESPONDILOLISTESE

Ocorre quando uma vértebra desliza em relação às demais, comprimindo os nervos próximos e causando excesso de carga nos discos intervertebrais. Pode ser assintomática ou causar dores intensas, desvios na postura, encurtamento muscular e fraqueza, a depender do grau do desvio.

ESTENOSE VERTEBRAL

ESTENOSE VERTEBRAL

Mais comum em idosos, ocorre quando há uma diminuição do espaço reservado para os nervos da coluna, comprimindo-os e podendo causar dores intensas nas regiões lombar, torácica e cervical. Quando não tratada, evolui progressivamente e se propaga para outras partes do corpo.

FRATURA PATOLÓGICA

FRATURA PATOLÓGICA

Causada geralmente por problemas como a osteoporose, tumores e infecções, que enfraquecem gradativamente as trabéculas (responsáveis por dar sustentação aos ossos). Com essa perda de resistência, qualquer esforço diário pode levar à fratura de uma ou mais vértebras da coluna.

FRATURAS DA COLUNA

FRATURAS DA COLUNA

Ao contrário das fraturas patológicas, que acontecem quando os ossos já se encontram enfraquecidos por outra doença, as fraturas convencionais da coluna são geralmente causadas por traumas e acidentes de grande impacto, que geram a ruptura instantânea da vértebra.

HÉRNIA DE DISCO

HÉRNIA DE DISCO

Ocorre quando o disco intervertebral sai de sua posição original e é projetado para um local anormal. Geralmente acontece quando o anel fibroso do disco sofre uma fissura e o líquido (núcleo pulposo) presente em seu interior vaza para dentro do canal vertebral, comprimindo os nervos e podendo causar dores agudas ou crônicas, além de limitação dos movimentos.

OSTEOARTROSE

OSTEOARTROSE

Também conhecida simplesmente por artrose ou bico de papagaio, é o desgaste das cartilagens que revestem as articulações da coluna, causando inflamações, dores, estalos e limitação dos movimentos. Geralmente é causada pelo processo de envelhecimento natural, mas fatores como má postura, sedentarismo, obesidade, tabagismo e diabetes também podem influenciar.

OSTEOPOROSE

OSTEOPOROSE

Doença que provoca a redução de cálcio, desorganização do colágeno e perda de densidade óssea, causando uma profunda mudança na estrutura dos ossos, que ficam frágeis, porosos e vulneráveis a fraturas patológicas. Geralmente começa assintomática e indolor.

TUMOR

TUMOR

São classificados em primários (origem na própria coluna vertebral), secundários (inicia-se em outro órgão e depois atinge a espinha dorsal), malignos e benignos. Podem causar dores, fraquezas, perda de controle urinário e intestinal e fraturas patológicas nas vértebras.

Agende sua consulta.

Entre em contato e agende sua consulta com o Dr. Daniel Bedran.
Logo Bedran 1
Rua Fritz Jacob, 1233. São José do Rio Preto, SP, Brasil
(17) 3233-4611
Nos acompanhe nas redes sociais
Facebook
Instagram
Linkedin
© 2021 - Todos Os Direitos Reservados.
Termos de Privacidade
Desenvolvido por Prospecta.digital
crossmenuchevron-down